terça-feira, 27 de dezembro de 2016

BNDES concede à Embrapa financiamento de R$ 30 milhões para 5.530 famílias de agricultores


O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) assinou nesta terça-feira, 27, contrato de apoio financeiro não reembolsável com a Fundação Eliseu Alves (FEA), no valor de R$ 30 milhões, com recursos oriundos do BNDES Fundo Social, tendo como interveniente a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). 

Os recursos serão destinados à implementação do Programa de Apoio à Inovação Social e ao Desenvolvimento Territorial Sustentável – InovaSocial, que promoverá a inclusão produtiva na agricultura familiar por meio da transferência de conhecimento da Embrapa para a produção animal e vegetal de pequenos agricultores beneficiando 5.530 famílias. 
O Programa financiará a execução de seis projetos territoriais, sendo três para geração e difusão de conhecimentos e tecnologias nas etapas de produção, processamento e comercialização das cadeias de caprinos e ovinos; e três projetos para resgate, preservação, multiplicação, estoque, distribuição e comercialização de sementes agroecológicas. 

Abrangência do Programa – O público-alvo do Programa são agricultores familiares e suas organizações (associações e cooperativas), incluindo assentados da reforma agrária, povos e comunidades tradicionais, jovens e mulheres. Serão beneficiados 203 municípios de oito estados, sendo seis no Nordeste (Ceará, Piauí, Paraíba, Pernambuco, Sergipe e Bahia), um no Centro-Oeste (Goiás) e um no Sul do país (Rio Grande do Sul). 
A escolha dos municípios foi feita com base no histórico de atuação da Embrapa, com prioridade para territórios com densidade de produção e relevância social e econômica na produção de caprinos e ovinos e de sementes agroecológicas por agricultores familiares. 

Impacto – Apesar de não atuar em cadeias de alto valor agregado, o Programa InovaSocial terá desdobramentos territoriais relevantes por atuar majoritariamente em municípios com Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDH-M) baixo ou médio, mesmo em estados como o Rio Grande do Sul. 

A parceria pioneira do BNDES Fundo Social com a Embrapa permite alinhar inovação com inclusão produtiva, fortalecendo os processos produtivos, de agregação de valor e comercialização dos produtos da agricultura familiar. A Embrapa foi enquadrada como parceira estratégica do BNDES Fundo Social por ser referência em inovação no setor agropecuário e por ser a única capaz de promover junto aos agricultores de baixa renda a transferência das tecnologias desenvolvidas por seus pesquisadores. 

 Prazo de execução – O prazo de implantação do Programa será de 60 meses. O primeiro ano será destinado ao planejamento da execução, à construção coletiva dos projetos territoriais, à aprovação dos projetos e à formalização do apoio junto aos beneficiários finais. Os projetos apoiados deverão ser executados em até 36 meses. O último ano será destinado à avaliação dos resultados, gestão do conhecimento e comunicação dos resultados.

Fonte:imprensa@bndes.gov.br