domingo, 6 de novembro de 2016

Acidente com vitima fatal na CE-176


Um rapaz de 26 anos de idade, natural de Crateús, mas residente em Tauá, morreu no início da madrugada deste domingo, 06, vítima de acidente, ocorrido na CE 176, por volta das 00h40min, próximo a vila de Barra Verde – Aiuaba.

Segundo informações da polícia de Arneiroz, a vítima fatal foi Leandro Silva Araújo, mais conhecido como “Bigoião”.

Ele estava em um bar na cidade de Arneiroz e quando percebeu a aproximação da PM, o mesmo teria se evadido do local. A polícia foi acionada por populares para realizar uma busca pessoal no suspeito, que teria ficado nervoso com a aproximação da viatura.

Os militares que estavam na viatura, Sub. Tenente  Laurindo, Sargento Silva e SD Firmino, realizaram algumas rondas na cidade, mas não localizaram o mesmo. Minutos depois, a polícia recebeu a comunicação via 190 de um acidente acontecido na CE 176 - entre Arneiroz e Aiuaba, próximo a Vila de barra Verde.

A composição se deslocou para o local, onde comprovou a veracidade do fato. Leandro estava caído ao solo e já sem vida. O mesmo teria  quebrado o pescoço.

No local estavam duas motocicletas, uma tuday de cor azul que era conduzida por Leandro e uma Bros preta.

Informações preliminares da polícia,  dão conta de que o condutor da Bros, possivelmente teria colidido com a moto tuday, que era  conduzida pela vítima fatal, que estaria parada numa curva na rodovia.

O condutor da Bros identificado como Neto foi socorrido para o Hospital  de Arneiroz. Neto é motorista da prefeitura de Arneiroz e reside na Rua João Pão, bairro Viana - nesta cidade, e é casado com a professora Sílvia. O mesmo está internado e passa bem.

O rabecão da Perícia Forense foi acionado e fez a  condução do corpo da vítima fatal ao IML de Tauá.

“Bigoão” era mecânico e residia no Bezerra e Sousa e há alguns anos o mesmo se envolveu num acidente no cruzamento da Rua 7 de setembro, onde atropelou uma garota  e naquela oportunidade a jovem veio a óbito.

Por Flaviano Oliveira – repórter.
Colaboração: Wesley Cidrão