quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Tauaense Viviane Sucuri conhece data, local e adversária de sua estreia no UFC


Sinal verde para a estreia de Viviane Sucuri no Ultimate Fighting Championship (UFC). A primeira mulher cearense a ingressar na organização recebeu neste meio de semana a confirmação de que fará sua primeira luta no maior evento de MMA do mundo no próximo dia 10 de dezembro, em Toronto, no Canadá.
Ela enfrenta a canadense Valerie Letourneau “Trouble”, atual 9ª colocada da categoria peso-palha (até 52kg) feminino, que estava inicialmente escalada para enfrentar Poliana Botelho, que acabou se lesionando e deixou o card, sendo substituída pela cearense.
O duelo entre Letourneau x Sucuri já foi confirmado no site oficial da organização e integra o card principal do UFC 206, que traz como grande atração o confronto entre os americanos Daniel Cormier x Anthony Johnson, pelo cinturão dos meio-pesados do Ultimate.
Essa será a primeira luta que Sucuri fará no exterior. Até então, nas 11 lutas profissionais de MMA que fez, a cearense levou a melhor em todas, está invicta, obtendo 11 vitórias.
A adversária da cearense, Letourneau, vem de duas derrotas seguidas, sendo a primeira delas na disputa do título dos pesos-palha do UFC, quando foi superada por pontos pela ainda campeã da divisão, a polonesa Joanna Jedrzejczyk. Até então, a canadense vinha em grande fase no Ultimate, emplacando uma sequência de três vitórias seguidas. Com 33 anos, Valerie tem um cartel de 13 lutas profissionais no MMA, com 8 vitórias e 5 derrotas.
PERFIL
Viviane Sucuri tem 23 anos, é natural de Tauá, mas veio morar em Fortaleza na infância. Na adolescência, na adolescência, começou a praticar artes marciais com o mestre que a acompanha até hoje, Marcos Batista, líder da equipe Dragon Kombat, bandeira que Sucuri defende.
Em suas 11 lutas profissionais de MMA, Sucuri conquistou cinturões por quatro organizações diferentes: Limo Fight, Bitetti Combat, XFC internacional e Aspera FC, conquistado em sua última luta, quando derrotou Carolina Karasec por decisão unânime dos juízes.
Fonte:http://blog.opovo.com.br/