quarta-feira, 20 de julho de 2016

Réu condenado por tentativa de homicidio


O Tribunal do Júri da comarca de Tauá,votou a se reunir nessa quarta-feira,20,sob a presidência da juiza Drª Giséli Lima,para mais um julgamento.Foi julgado o réu,Francisco Alves do Nascimento,conhecido como Tiquinho,que era proprietário de uma borracharia na rua Dondom Feitosa,no centro de Tauá.Ele é acusado de tentativa de homicidio,contra sua ex-esposa,Maria Alves de Araújo,fato ocorrido em julho de 2014,no seu local de trabalho.Na época do crime o casal estava separado há cerca de tres meses,após mais de 20 anos de união conjugal.Maria passava na rua Dondom Feitosa,quando foi chamada pelo ex,que de posse de uma faca investiu contra a mesma,aplicando 07 golpes na vitima.Em seguida,Tiquinho tentou o suicidio se cortando no pescoço.Os dois foram socorridos para o Hospital Dr. Alberto Feitosa e sobreviveram.Após receber alta,o acusado foi preso e ficou recolhido na cadeia pública de Tauá por mais de tres meses.Quando ganhou a liberdade,para aguardar o julgamento ele desapareceu e não foi localizado pela justiça,mas mesmo assim foi submetido ao julgamento.O réu foi condenado pelo tribunal de júri a 08 anos,06 meses de reclusão,em regime fechado.Atuou na acusação o promotor Dr. Haroldo Junior e na defesa o advogado Dr. José Viana de Abreu,com assistência Dr. Valdemar Junior.