quinta-feira, 21 de julho de 2016

Réu condenado em julgamento em Quiterianópolis


A sessão do Tribunal do Júri Popular de Quiterianópolis, desta quarta-feira (20), condenou a 9 anos e seis meses de prisão o réu Antônio Marcos Moreira Lima, pelo crime de homicídio simples contra Elias Pereira Brandão, assassinado com três facadas, no dia 17 de dezembro de 2014, na localidade de São Miguel, Zona Rural de Quiterianópolis.
Marcos Moreira está há 10 meses preso. Dentro de nove meses ele terá direito a progressão da pena e passará a responder em regime semiaberto.
Sete jurados participaram do julgamento. A sessão, encerrada por volta das 17h, foi presidida pelo juiz André Arruda Veras, tendo na acusação o promotor de Justiça, Maxwell de França Barros. A defesa do réu foi feita pelos advogados João Lacerda e Italo Gustavo Moura.
Relembre o caso
O crime aconteceu por volta das 19h do dia 17 de dezembro de 2014, na localidade São Miguel, Zona Rural de Quiterianópolis. Antônio Marcos Moreira Lima e Elias Pereira Brandão, 32 anos, se envolveram numa discussão e naquele momento Antônio Marcos desferiu três facadas, de natureza grave, em Elias.
A vítima teve que ser socorrida para o hospital Quitéria de Lima, de onde foi transferido para o hospital São Lucas em Crateús, aonde veio a falecer.
O acusado Antônio Marcos Lima Moreira, 22 anos (na época), também residente na localidade São Miguel, fugiu após a prática do crime. Segundo informações de populares, a motivação do homicídio seria uma possível rixa antiga entre os dois.
Repórter Cícero Lacerda