terça-feira, 12 de abril de 2016

ASSALTO AS AGÊNCIAS BANCÁRIAS DE INDEPENDÊNCIA


Um bando assaltou simultaneamente dois bancos em Independência, no interior do Ceará, no fim da tarde desta segunda-feira (11). De acordo com a Polícia Militar, o grupo de 15 homens manteve clientes e funcionários reféns durante cerca de 40 minutos até a abertura do cofre do Banco do Brasil. Não há registro de pessoas feridas. Os bancos da cidade já haviam sido assaltados em setembro e junho de 2015.

Segundo testemunhas relataram ao G1, o bando se dividiu em dois grupos e realizou assaltos no Bradesco e Banco do Brasil, ambos no Centro de Independência. Após a conclusão no assalto ao Bradesco, que durou cerca de 15 minutos, os suspeitos se concentraram no Banco do Brasil, onde clientes e reféns foram feitos reféns.

Os suspeitos fugiram em direção à cidade de Pedra Branco em três carros levando dois gerentes do Banco do Brasil como reféns. Eles foram liberados cerca de cinco quilômetros de distância dos bancos, sem ferimentos.

A polícia afirma que os bancos têm estilhaços de portas de vidro no chão, mas não há confirmação sobre se houve tiro ou se as portas foram vandalizadas pelo bando. Até a noite desta segunda-feira, ninguém havia sido preso. Os policiais de cidades vizinhas reforçam a busca pelo bando.
O cofre do Banco do Brasil foi aberto, e todo o valor retirado do local. A polícia e funcionários da agência ainda não contabilizaram o valor subtraído no assalto.

De acordo com o Sindicato dos Bancários do Ceará, estes foram o 18º e 19º ataques a banco no Ceará em 2016. O sindicato considera ataques crimes como assaltos, explosões e "saidinha bancárias" cotnra clientes e funcionários de agências.

Assalto a comércios
Durante o assalto aos bancos, a Polícia Militar registrou também dois assaltos a comércios no Centro de Independência, mas a polícia diz que não há confirmação se os crimes foram cometidos pelo mesmo bando.Para dificultar a aproximação de policiais, os suspeitos bloquearam os dois principais acessos à cidade, na BR-206. Os veículos já foram retirados do local, e o fluxo de veículo ocorre normalmente.

Fonte:G1