quarta-feira, 14 de outubro de 2015

POPULAÇÃO DE PARAMBU VIVE O DRAMA DA FALTA DE ÁGUA


A população da cidade de Parambu sofre com a falta de água nas suas torneiras.Os reservatórios secaram e o sistema de abastecimento da cidade,praticamente não funciona.A salvação tem sido o tradicional carro pipa,através de ações que estão sendo implementadas,contando também,com uma dose de disputa politica entre situação e oposição.

As ações do Projeto Caminhos de Solidariedade, idealizado há mais de 2 anos pelo Padre Márcio Claudi, e apoio por um grupo de amigos (Anjos do Bem), continua chegando à várias ruas da cidade de Parambu que sofrem com a falta de água.Na manhã de ontem, o caminhão pipa alocado com recursos doados voluntariamente pelo grupo de “Anjos do Bem” distribuiu água para os moradores do Conjunto Queimada Grande, onde a população ainda não dispõe sequer de um sistema de abastecimento d’água. Além da falta de água, a população de lá também reclamou falta de saneamento básico, calçamento e falta de iluminação pública.Já na manhã desta quarta feira, 14, as ações chegaram em algumas ruas da parte alta do Bairro Beleza, no entorno da escola Ana Noronha, onde os moradores mais sofrem com a falta de água, e passam por períodos de até 15 dias sem ter água nas torneiras. Além dos Bairros Cachimbo 1 e 2, já atendidos com poços e chafarizes, as ações do projeto já alcançaram o Bairro Brasília e o Conjunto Augusto Alves com a distribuição de água.

A Administração Construindo Um Novo Tempo também tem realizado uma série de ações para ajudar a população parambuense no que se diz respeito o abastecimento d’água da cidade e interior do município.100 poços estão sendo perfurados em muitas comunidades do interior, uns poços com a vazão maior, como é o caso da localidade de Santa Inês (31 Mil Litros D’água Por Hora), outros com vazão menor e em alguns casos sem mesmo encontrar o precioso líquido.Várias comunidades estão sendo assistidas, com pequenos poços, e cacimbões. A Administração tem agilizado e viabilizado o abastecimento de várias comunidades e na cidade tem mantido uma grande parceria com a CAGECE para viabilizar o abastecimento.Enquanto a CAGECE não soluciona a situação dos moradores do Conjunto Queimada Grande, a Administração autorizou a perfuração de um poço para de forma emergencial ir abastecendo as famílias do Conjunto.

Com informações de Blog Abraão Barros e parambu.ce.gov.br