quinta-feira, 17 de setembro de 2015

MAIS DOIS JULGAMENTOS REALIZADOS EM TAUÁ


Mais dois julgamentos foram realizados no Fórum Dr. Fábio Augusto,dentro da programação da semana nacional do júri.Nessa quarta-feira,16,foi julgado o réu José Alves Rodrigues.No final ele foi condenado a 07 anos de prisão,mas em regime semi aberto.Atuou na defesa do réu,o advogado Dr. Epaminondas e na acusação a promotora Drª Valesca Catunda e na presidência do Júri a juiza Drª Gisélli Lima.

Nessa quinta-feira,17 mais um julgamento foi realizado.Foi a julgamento o réu Francisco Welington Gomes da Silva,conhecido como Hélio.Ele é acusado de ser o agenciador,o contratante dos pistoleiros que participaram da chamada chacina de São Joaquim.O fato aconteceu em  10 de setembro de 2011,na localidade de São Joaquim,Tauá,quando tres pessoas que estavam em uma residência foram assassinadas e mais uma que atuava como matador.O júri começou com o depoimento da sobrevivente da chacina,a jovem Mikaeli,que foi baleada na época.Ela relembrou o fato e disse que ficou sabendo depois,que Hélio tinha sido responsável pela contratação dos tres homens e teria ido até o local mostrar onde ficava a residência de sua familia.O acusado foi ouvido em seguida,quando negou qualquer participação na chacina e disse que não conhecia a mulher Rita Teixeira,acusada de ser a mandante dos crimes.

No julgamento houve um longo embate entre a defesa do réu,feita plo advogado Dr. Tadeua Caracas e a acusação feita pela promotora Drª Valesca Catunda.A  defesa sustentou a tese de que Hélio era inocente e que não haveria provas de sua participação na contratação dos matadores.No final ele foi condenado pelo júri popular a 15 anos de prisão em regime fechado,mas ficará em liberdade até ser notificado da condenação.Já foram julgados e condenados pela chacina,Antonio Zaquiel Luso,o Quiel e Antonio Alves de Sousa,conhecido como Didi.A mulher acusada de ser a contratante é considerada foragida da justiça.