sexta-feira, 4 de setembro de 2015

CÂMARA APROVA A CASSAÇÃO DO PREFEITO DE CANINDÉ


A Câmara Municipal de Canindé votou nesta sexta-feira, 04/09, pela cassação do Prefeito Celso Crisóstomo, a Sessão teve início pela manhã, tendo duração de quase 8 horas. A decisão foi tomada pela maioria dos vereadores presentes, onde dos 11 que compareceram , somente um voltou a favor de Celso.

Após a cassação a Sessão foi encerrada e reaberta uma extraordinária para a posse do Vice-Prefeito Paulo Justa, que agora assume oficialmente o posto de Prefeito de Canindé. Todos os requerimentos referentes as denuncias apuradas, seguiram a mesma votação, 10 a favor da cassação e 1 contra.

Veja abaixo os vereadores que votaram pela cassação, o que votou contra e os que faltaram a sessão:
Vereadores que votaram a favor da cassação:
  1. Heitor Pessoa (PSDB);
  2. Edson da Pinheiro (Solidariedade); 
  3. Júlio César o "Alemão" (PP);
  4. Antônio do Íves (PMN); 
  5. Chico Justa (PTC); 
  6. Jane Gomes(PHS);
  7. Karlinda Coelho (PSDC);
  8. Pedro do Germano (PSC);
  9. Júnior Castelo (PSC); 
  10. Evangelista da Cerâmica (PTC).

Votou contra a cassação:
  1. Zeleide Araújo (PRB).
Faltaram à Sessão:
Valdemar Filho (PT); Rômulo Magalhães (PSC); Maninho Barroso (PR); e Chico Conde (DEM).

Crisóstomo deixou a Sessão logo após a decisão, onde durante a sua saída seguiu escoltado pelo batalhão de choque até a seu carro, enquanto populares no local gritavam e aplaudiam a decisão da Cassação pelos vereadores.

A cassação a Celso foi embasada no art. 31 da Constituição Federal e art. 4º, incisos III,VII, do Decreto de Lei 201/67, através de uma denuncia de infrações político-administrativas apresentada pelo Suplente de Vereador Janael Cordeiro, no dia 05/06 deste ano, a qual foi afastado por 90 dias para apuração das irregularidades apontadas.

Portal C4 Notícias de Canindé