domingo, 20 de setembro de 2015

ASSASSINATO À BALA EM CATARINA


Na noite desse sábado, 18, por volta das 22:00h, ocorreu um homicídio com requintes de crueldade na localidade de São Gonçalo, zona rural de Catarina.


A FTA do QCG se deslocou ao local e identificou os autores como José Roberto, Mauro e Cleiton, os mesmos andavam em um Punto amarelo, na estrada que da acesso a localidade informada, momento em que  a composição  se depara com os acusados no veículo e ao fazer a abordagem, Zé Roberto teria descido do veículo sacando de uma arma, sendo alvejado pela composição, e os três  presos em flagrante.
O corpo da vítima foi encontrado próximo a estrada com perfurações a bala, os olhos furados e com estacas enfiadas na boca da vítima.

A vitima Trata-se de Marcos Martins de Lima,  25, conhecido como Morais,  residente em São Gonçalo,  filho de João de Sousa e Francisca Francineide Martins.

Coronel Sérgio se deslocou para o local e está acompanhando os trabalhos neste momento na Delegacia Regional de Policial Civil de Tauá, onde estão sendo autuados.

Segundo o coronel Sérgio,  Zé Roberto teria sido o autor dos disparos contra a vítima, Mauro estaria dirigindo o carro e Cleiton era o passageiro.

No momento dos tiros, o Sub Tenente Fenício estava também no interior do veículo pois estava de carona e seguia para uma vaguejada no sítio Lagoa do Camelo. Fenício teria saído do carro e corrido, pegando carona com outra pessoa para a Vila de São Gonçalo e em seguida comunicado a PM local sobre o ocorrido.

Fenício é comandante do destacamento da Polícia Militar de Catarina, mas estava de folga. O PM estaria desarmado, mas mesmo assim, conforme o comando regional da PM, a arma da corporação sobre a responsabilidade do Sub foi apreendida e será entregue para a polícia civil, para os devidos procedimentos, já que o policial estava com os envolvidos no caso.

Segundo informação que está sendo averiguada é de que a vítima estaria também dentro do carro.

O corpo do agricultor já foi encaminhado ao IML - Instituto édico Legal de Tauá para a realização do exame de necropsia.

Fonte: FTA - Força Tática de Apoio.