quinta-feira, 16 de julho de 2015

TREINADOR ARGEU VIVE UM DRAMA

Para quem milita no futebol o vai-e-vem dos acontecimentos parece ser mais rápido do que na vida comum. Um dia se está bem, no outro o profissional necessita de ajuda imediata.Assim acontece com o técnico Argeu dos Santos, que já passou, como treinador, por vários clubes do futebol local, conseguindo vários acessos e levando outros a finais de turno e campeonato, como Horizonte e Guarany.

Argeu enfrenta três problemas de saúde: está com uma hérnia de disco, anormalidade na próstata e tem uma ferida na perna que parece incurável."Todos esses problemas vieram de uma vez só, o que complica a saúde", queixou-se Argeu dos Santos, que chegou aos 60 anos em abril deste ano.
"Estava trabalhando no São Benedito, quando almocei um peixe da região e fui para o treino à tarde. Minha perna começou a coçar e esquentar. Apareceu uma ferida que não se cicatrizou. Saí do São Benedito e fui trabalhar no Crateús. O problema continuou e o ferimento aumentou. Passei cinco dias praticamente internado numa dessas UPAS, quando me deram os diagnósticos: hérnia de disco, próstata e o ferimento. O nome dá até um nó na língua, mas tem a ver com varizes. Estive também internado durante 15 dias no Hospital Fernandes Távora, na Avenida Francisco Sá e me mandaram pra casa pra eu me tratar", descreveu Argeu dos Santos.

Sem clube
Enfrentando todas essas dificuldades, Argeu ainda tem um agravante: está sem clube, sem rendimentos para ajudar no tratamento e mandado para casa, sua situação pode piorar, caso não seja ajudado por quem de direito.Argeu precisa fazer a cirurgia de próstata, pois apresenta uma variação considerável no órgão."Em todos os hospitais onde estive fui muito bem tratado, não tenho o que reclamar deles, mas já fizeram por mim o que podiam. Agora, tenho que dar continuidade ao tratamento", reconheceu Argeu.


Chegar e resolver
O treinador disse que não quer ouvir falar de promessas, ou de ligações telefônicas que venham apenas lhe consolar: "O apoio de que preciso é para chegar e ajudar. Não é ligar e perguntar: do que você está precisando? Isso não é ajuda. Estou parado, sem clube e não sei quando posso voltar a trabalhar", desabafou.


Dirigindo equipes da Primeira Divisão do futebol cearense, Argeu dos Santos já fez trabalhos muito elogiados. Exemplo disso foi em 2008, à frente do Horizonte, quando foi escolhido o treinador do ano pelos cronistas. Em 2013, decidiu o Estadual com o Ceará, pelo Guarany de Sobral.

Outro treinador que está precisando da ajuda da AGAP, Associação de Garantia ao Atleta Profissional é Alencar Mota, ex-técnico do Ferroviário, Uniclinic e diversas outras equipes da Série B. Ele teve um AVC.

Fonte:Diário do Nordeste

Argeu já atuou também várias vezes no futebol tauaense,comandando o Tec e o Mec.