quinta-feira, 23 de julho de 2015

GOLPE DO FALSO PASTOR EM CATARINA


Um pastor da Igreja Assembléia de Deus do município de Catarina, foi vítima de um casal de golpistas.

A Igreja Assembléia de Deus, Ministério de Brasília, de Catarina, que fica situada no bairro  Vila Nova, naquela cidade, deu início a construção da sua sede própria, e por esta razão foi realizado um grande evento para comemorar o lançamento da construção do referido templo.

O evento aconteceu na noite da no ultima segunda-feira, 20, e contou com participação de cerca de vários pastores e caravanas de diversas cidades do Ceará e de outros estados.

Na oportunidade, o presidente da Assembléia de Deus de Catarina, Pastor Arialdo, recebeu e acolheu em sua casa um casal se passando por dirigentes de uma Igreja no Rio de janeiro, (Cicero Lopes e Telma), inclusive o homem apresentando Carta de Pastor.

O pastor Arialdo que tinha um veículo à venda, teria falado com o suposto pastor sobre o assunto, e este, por sua vez, disse que tinha uma casa em Fortaleza e havia vendido recentemente, mas estava aguardando receber parte do dinheiro,  e também tinha um veículo gol e propôs uma troca entre os carros. O suposto pastor teria dito ainda que iria ajudar Arialdo na construção da obra.

Ganhada a confiança de Arialdo, Cicero Lopes deu a ideia para que Ermeson Olinda Dimas, filho do Pastor de Catarina fosse com ele e sua esposa pra Fortaleza para fazer  a troca dos veículos.

Assim sendo, na manhã do dia seguinte ao evento religioso, 21/07 – terça –feira, por volta das 5h - saíram de Catarina com destino a  Fortaleza para fazer o negócio entre os veículos. Durante a viagem, na cidade de Limoeiro do Norte, o suposto pastor teria feito um cheque no valor de R$ 27,000,00 mil reais que seria de ajuda para a construção do templo em Catarina. Diante da conversa, Ermenson teria sido convencido por Cicero Lopes a assinar a transferência do carro para o nome do estelionatário, que segundo o acusado, seria para “agilizar o processo”.

Ao chegar em Fortaleza, Cicero Lopes, teria feito algumas ligações dizendo que seria para o um parente dele, mas como esta pessoa estaria ocupada não seria possível pegar o carro naquele momento, solicitando para retornar a Catarina que no dia seguinte, o seu parente iria deixar o carro não existente em Catarina.

Ermenson e o casal retornaram da Capital por volta das 21 horas do mesmo dia (terça) e no início da manhã de ontem (quarta-feira), por volta das 5h, na cidade de Icó, o casal obrigou Ermenson a descer do carro, pois o veículo agora pertencia a eles (acusados), disseram.

Contudo, a vítima ligou para o Pai, o pastor Arialdo, que foi até  a cidade de Icó, busca-lo.

A polícia daquela região, Icó e Iguatú, foi comunicada sobre o fato, realizaram diligências, mas o veículo Fiat, Uno Mille, de cor cinza, 20011/2012, Placas LPY 8333 – inscrição de Água Branca – PI,não foi localizado.

Na tarde desta quarta-feira, a vítima esteve na 14ª Delegacia regional de Policia Civil de Tauá e registrou o Boletim de Ocorrência sobre o ocorrido.

Por Flaviano Oliveira - repórter