sábado, 9 de maio de 2015

PRESO EM CRATEÚS INTEGRANTE DO PCC


O Comando Tático Rural (Cotar), do Batalhão de Choque, cumpriu um mandado de busca e apreensão na localidade de Riacho dos Cavalos, município de Crateús (354 Km de Fortaleza), onde foi preso um cearense que teria envolvimento com o Primeiro Comando da Capital (PCC), em São Paulo, e fraudes contra agências bancárias no Rio de Janeiro. A prisão ocorreu por volta das 6 horas deste sábado (9). 
Segundo o comandante do Cotar, capitão PM Rodrigues, Antônio Carlos Angélica, 33, o "Negão", foi detido com um revólver calibre 38 e  seis munições intactas. Com ele também foi encontrado um celular, 13 chips e uma roupa camuflada semelhante a do Exército Brasileiro (EB).Segundo a Polícia, o suspeito é investigado por cinco homicídios na Região dos Inhamuns e indiciado por três deles. Em abril de 2011,”Negão” foi detido com outro homem no Rio de Janeiro ao tentar instalar um chupa cabra ( aparelho que cópia dados bancários) em uma agência de Copacabana. Imagens de circuito interno de segurança flagraram a ação e o cearense foi detido.
O delegado de Copacabana, Bruno Gilaberte, divulgou que  a Polícia do Rio de Janeiro havia prendido um dos maiores executores do Ceará. Se tratava de Antônio Carlos, que estava entre os 10 criminosos mais procurados do estado nordestino. Após ficar conhecido em Crateús pela prática dos crimes, ele teria viajado para São Paulo, onde teria integrado uma facção criminosa. Em seguida,  viajou para o Rio de Janeiro, onde passou a efetuar fraudes contra bancos.

Segundo a Polícia, Antônio foi detido em Copacabana e entregou um documento falso, mas depois de 10 dias, a Polícia descobriu que se tratava do cearense considerado um dos matadores mais procurados do CE, no ano de 2011. A quadrilha que “Negão” integrava,  em São Paulo, seria um grupo extenso e teria ramificações no Espirito Santo. 
Fonte:O Povo