sábado, 16 de maio de 2015

APENAS DUAS CIDADES TEM NOTA 10 EM TRANSPARÊNCIA

As cidades brasileiras ainda precisam de muito para se tornarem transparentes. Um levantamento feito pela CGU (Controladoria Geral da União) avaliou a transparência pública em 492 municípios do país e constatou que 305 cidades têm nota zero no quesito. O número representa 62% do total avaliado.
O estudo foi feito em comemoração aos três anos da Lei de Acesso à Informação, que garante o direito dos cidadãos a ter acesso a informações produzidas ou detidas pelo governo. O levantamento levou em consideração as 27 capitais mais 465 municípios com até 50 mil habitantes.
Neste universo, apenas duas cidades tiraram nota dez: São Paulo e Apiúna, em Santa Catarina (um município de 10 mil habitantes). Dentre as capitais, estão no topo do ranking Curitiba (nota 9,31) e Brasília (nota 8,89). Três capitais estão entre as cidades com nota zero: Macapá (AP), Porto Velho (RO) e São Luís (MA).
A transparência nos estados também foi avaliada. Neste caso, São Paulo e Ceará ficaram em primeiro lugar, com nota máxima. Amapá e Rio Grande do Norte aparecem na outra ponta, com zero.
A verificação da transparência de cada estado e município foi feita através de solicitações reais de acesso à informação em diversas áreas do governo. A avaliação ocorreu apenas no poder Executivo de cada local.
Veja na tabela a seguir o ranking dos municípios avaliados.